QUER EDUCAR O SEU CÃO? UM TREINO POSITIVO COM ALEGRIA? TREINO DE OBEDIÊNCIA COM CLIKER. SOLUÇÕES COMPORTAMENTAIS E SOCIALIZAÇÃO COM OS DONOS.
.posts recentes

. Relacionamento entre cães...

. Psicologia canina

. Dobermann

. BOXER

. Rottweiler

. Retriever do Labrador

. COMO? E PORQUÊ? TREINAR....

. PASTOR ALEMÃO

. PITT BULL

. Treino de Obediência ( Pa...

.arquivos

. Abril 2007

. Março 2007

Segunda-feira, 9 de Abril de 2007
COMO? E PORQUÊ? TREINAR......
 

A altura mais importante na vida do seu cão é AGORA. O comportamento do seu cão está em constante mutação. O facto de ele ser bem comportado hoje, não quer dizer que fique assim para sempre. Novos problemas podem sempre desenvolver-se. Problemas existentes podem sempre piorar. 


Os cães são animais sociais e, sem o treino adequado, portar-se-ão como animais. Urinarão no chão de sua casa, destruirão os seus pertences, ladrarão excessivamente, cavarão, envolver-se-ão em lutas com outros cães e até o poderão morder a si. Quase todos os problemas comportamentais são actividades caninas perfeitamente normais que ocorrem na altura ou sítio errados ou são dirigidas às coisas erradas. Por exemplo, o cão evacuará na carpete em vez de lá fora; o cão ladrará toda a noite em vez de somente quando um estranho se aproxima da casa; ou o cão roerá a mobília em vez dos seus brinquedos. O truque para prevenir ou mesmo tratar problemas de comportamento é aprender a ensinar o cão a redireccionar o seu comportamento normal para coisas que sejam aceitáveis no ambiente doméstico.


Uma das melhores coisas que poderá fazer por si e pelo seu cão é o treino de obediência. O treino de obediência não resolve todos os problemas de comportamento, mas é a fundação para resolver quase todos os problemas. O treino abre uma linha de comunicação entre si e o seu cão. Comunicação efectiva é necessária para instruir o seu cão sobre o que quer que ele faça. Pode-lhe ensinar qualquer coisa, desde “fica” (não saias a correr pela porta da frente), a “senta” (não saltes às visitas), a “não mexe” (não roas a mobília; não apanhes isso do chão).


O treino é também uma maneira fácil de estabelecer a hierarquia social. Quando o seu cão obedece a um simples pedido de “vem cá, senta”, está a mostrar complacência e respeito por si. Não é necessário estabelecer-se a si próprio como líder da matilha usando medidas extremas. Pode ensinar o seu cão a mostrar-lhe submissão, ensinando-lhe a dar a pata, fingir de morto ou a dar beijinhos (tudo sinais de submissão). A maioria dos cães adora fazer os seus truques (comandos de obediência) para si, o que também demonstra calmamente que você está no comando.
O treino deve ser divertido e recompensante para si e para o seu cão. Pode enriquecer a vossa relação e fazer a vida em comum mais agradável. Um cão bem treinado é mais confiável e pode-lhe ser dada uma maior liberdade de movimentos, com maior segurança, do que a um animal não treinado.


Algumas pessoas debatem se é ou não possível treinar um cachorrinho, outras perguntam se é possível ensinar truques novos a cães velhos. A resposta a ambas as questões é um inequívoco SIM. Qualquer que seja a idade do seu cão, a melhor idade para começar a treiná-lo é AGORA!
Inscreva-se numa escola de obediência para aprender as bases. Mas a maior parte do ensino e treino pode e deve ser feito em casa. É melhor começar o treino numa área que seja familiar ao seu cão, e com a menor quantidade de distracções possível. Quando sentir que você e o seu cão estão ambos experientes em alguns comandos, leve esses comandos para diferentes áreas. Introduzir distracções pode parecer como começar tudo de novo, mas vale o esforço. Na realidade, que interessa se o seu cão faz um “deita-fica” quando ninguém está perto? O que precisa é um cão que o faça quando alguém está à porta. O que interessa se o seu cão faz um “junto” perfeito no seu quintal? Mas precisa de começar aí, se quer que eventualmente ele o faça quando vai com ele na rua.

Mantenha as sessões de treino curtas e carinhosas. É maçador programar sessões de treino longas e entediantes. Em alternativa, integre o treino na sua rotina diária. Faça o treino interessante e significativo para o seu cão. Se o Bobby insiste em segui-lo por toda a casa quando se prepara para o dia, então insista que ele tenha algo para fazer: “finge de morto”, para os cumprimentos quando acorda; “junto”, do quarto até à casa de banho; “deita-fica”, enquanto lava os dentes; “junto”, da casa de banho até à cozinha; “senta-fica”, enquanto prepara o pequeno almoço; “procura a bola”, enquanto você se veste. Agora “busca a trela” para ir à rua. “Senta”, quando a porta se abre; “senta” outra vez, quando a porta se fecha. E por aí fora. Faça com que o treino infiltre as actividades favoritas do seu cão e as actividades favoritas infiltrem o treino. As actividades favoritas do seu cão devem tornar-se treinos, de maneira a que o Treino seja a actividade favorita do seu cão.

publicado por caesbemtreinados às 16:42
link do post | comentar | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Abril 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds