QUER EDUCAR O SEU CÃO? UM TREINO POSITIVO COM ALEGRIA? TREINO DE OBEDIÊNCIA COM CLIKER. SOLUÇÕES COMPORTAMENTAIS E SOCIALIZAÇÃO COM OS DONOS.
.posts recentes

. Relacionamento entre cães...

. Psicologia canina

. Dobermann

. BOXER

. Rottweiler

. Retriever do Labrador

. COMO? E PORQUÊ? TREINAR....

. PASTOR ALEMÃO

. PITT BULL

. Treino de Obediência ( Pa...

.arquivos

. Abril 2007

. Março 2007

Segunda-feira, 9 de Abril de 2007
BOXER
Boxer




Boxer, grande companheiro e protetor.

Boxer


...... Ele une o útil ao agradável. É definido como alerta, corajoso, autoconfiante, forte, veloz e determinado. Tem uma extraordinária devoção à família, um instinto de proteção excepcional. A afeição que dedica às crianças é mundialmente conhecida. Quem convive com o Boxer percebe logo a sua boa índole e que age com as pessoas de fora sem a mesma agressividade que faz a fama das raças de guarda mais ostensivas.

...... Ao deparar com um estranho no portão, o Boxer costuma apenas observá-lo atentamente enquanto não se sentir ameaçado. Mesmo ao perceber algo suspeito não toma atitudes totalmente agressivas de início: prefere dar o alarme, latindo. Quando o visitante é bem recebido pelo dono, pode até mostrar-se amistoso e receptivo. Nada a ver com a reserva e desconfiança que conviria a um guardião linha-dura.

Saúde

...... Bastante saudável, o Boxer é resistente e fácil de cuidar. Mas está sujeito a alguns males genéticos. Entre eles, tumores. Mais da metade dos Boxers desenvolve algum tipo de tumor, a maioria benigno. Os mais comuns são o de pele e o de boca, embora os cânceres de mama, ovário e testículos também aconteçam. Costumam aparecer depois de 6 anos de idade. A solução pode ser cirúrgica ou quimioterápica. Estima-se que muitos Boxers vão apresentar em alguma fase de suas vidas a Hiperplasia da Gengiva. O mal é um crescimento anormal das gengivas que chega a cobrir os dentes, levando o cão a comer menos, especialmente alimentos duros. Esse excesso de gengiva é retirado por cirurgia. Outro problema genético, menos comum, é o crescimento anormal do coração: a Cardiomiopatia. Não há como conter a dilatação do músculo. A doença é fatal. "Apesar de o mal ser bastante freqüente, os sintomas podem demorar a aparecer e muitas vezes não é detectado. Em mais de cem cães atendidos. Os afetados se cansam com extrema facilidade, tossem, tornam-se apáticos e preferem passar boa parte do tempo deitados. Nos casos mais adiantados, é possível perceber uma dilatação abdominal. A confirmação do problema é feita com eletrocardiograma e ecocardiograma.

publicado por caesbemtreinados às 19:20
link do post | comentar | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Abril 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds